Um dicionário para você entender de forma definitiva a linguagem do mundo dos negócios

Nas universidades é comum ter contato com termos como bibliografia, ABNT, dissertação, artigos… Mas se você está começando a empreender ou até se já possui alguns anos de experiência no mercado de trabalho pode ter se deparado com outras palavras, geralmente em inglês, usadas nas conversas em empresas inovadoras e startups. Startup? O que é isso? Já ficou perdido no assunto?

Selecionamos abaixo alguns dos elementos mais presentes na linguagem dos negócios, assim fica mais fácil se aproximar das empresas e conversar de igual para igual. Você vai ver, o “startupês” é mais simples do que parece!

Startup

Atualmente o conceito de startup é definido como um grupo de pessoas que busca um modelo de negócios que pode ser repetível – o produto pode ser feito em escala ilimitada sem muitas adaptações para cada cliente – e escalável, que você confere abaixo. Outra característica é que o trabalho possui condições de extrema incerteza, ou seja, não é possível saber se a ideia desse tipo de empresa vai mesmo dar certo.

Escalabilidade

É a capacidade de replicar um produto ou serviço atingindo um grande público sem perda de qualidade e sem exigir altos investimentos. Funciona assim: há o crescimento exponencial de receita, mas os custos crescem bem mais lentamente.

Angels

São investidores que apostam naquelas ideias que ainda não são negócios. Essa é uma aplicação financeira de alto risco que, se der certo, pode render muito.

Aceleradora

Aceleradoras têm o objetivo de promover toda a mentoria necessária para que startups cresçam mais rapidamente. Esse processo pode se dar via instituições públicas ou privadas e não necessariamente inclui investimento financeiro.

Incubadora

Componente tradicional do processo de aceleração, a incubadora muitas vezes foca em ajudar empresas a desenvolver suas ideias de negócio. Isso normalmente se dá por um período de tempo determinado.

Se inscreva agora no Escale-se! O programa que vai aproximar as pesquisas universitárias do mercado!

Aporte

Compreende todo o apoio dado às startups que pode ser tanto financeiro quanto por meio de mentorias ou compartilhamento de experiências.

Demoday

É o “dia da demonstração”. Momento no qual empreendedores apresentam seus projetos, geralmente com um pitch, para um grupo de investidores.

Pitch

Consiste em uma forma de apresentação da ideia ou projeto para investidores ou mentores que podem aportar recursos e agregar com conselhos. Os pitchs normalmente duram de três a cinco minutos e devem conter somente pontos fundamentais e chamar a atenção dos espectadores.

Seed Money

Essencial em startups que não possuem ainda capital para começar, o Seed Money é o dinheiro investido no início de um negócio até que ele consiga gerar lucro.

Meetup

Encontro realizado para debates, construção ou ampliação da rede de contatos (networking) que visa aquecer o ecossistema empreendedor.

Business Model Canvas

A metodologia formulada por Alexander Osterwalder permite visualizar o negócio em uma única página. O diagrama facilita realizar e gerenciar um planejamento estratégico. O BMC é um quadro composto por nove blocos com os pilares fundamentais da ideia ou empresa:

  1. Proposta de valor
  2. Segmento de clientes
  3. Canais
  4. Relacionamento
  5. Receitas
  6. Recursos
  7. Atividades
  8. Parcerias
  9. Estrutura de custos

Hackaton

A palavra vem da mistura de duas outras palavras: “hack”, que significa programar com excelência, e “marathon”, de maratona. Traduzindo o conceito para o português, Hackathon é uma maratona de programação.

Atualmente, a prática se popularizou e outras áreas, além de programadores, fazem as maratonas. Na prática funcionários são consultados sobre problemas que possuem no dia a dia de trabalho. Depois de definidos os temas, formam-se os grupos que vão trabalhar durante muitas horas para encontrar uma solução.

Essa é uma das características principais das Hackathons: trabalhar de maneira ininterrupta durante horas em um projeto. Por isso, é necessário que o local do evento seja confortável inclusive para que os participantes passem a noite. Ao final da maratona, um grupo é premiado.

Lean Startup

Lean Startup (ou Startup Enxuta) é uma metodologia de criação e gestão de startups. O método sistematiza como direcionar os esforços, indicando quando é necessário rever ou preservar as estratégias para um crescimento acelerado.

Diferentemente de modelos tradicionais usados nas empresas, a Lean Startup demanda que os empreendedores levantem hipóteses e testem suas ideias com potenciais clientes desde o início do negócio. O feedback é constantemente usado para ajustar as ideias enquanto avançam.

O método promete representar um novo jeito de criar produtos, fazer o negócio ser mais sustentável e combater o desperdício de tempo e recursos.

MVP (Minimum Viable Product)

Esse conceito faz parte do método Lean Startup e, na tradução, significa “mínimo produto viável”. A proposta é que seja criado um produto rudimentar que represente a ideia central e que possa ser testado o quanto antes.

Pivot:

É uma mudança no modelo de negócios com o objetivo de melhorar o desempenho das startups.

Spin-off

Spin-off ocorre quando há um negócio derivado de outro existente. Google, NASA, Gol e outras empresas já criaram spin-offs que são sucesso no mercado.

Gostou de aprender sobre a linguagem do mundo dos negócios? Se quiser saber mais sobre inovação, ciência e mercado é só nos acompanhar nas redes sociais!

Referências

Autor:

Natiele Lopes

Analista de Comunicação do Escale-se